Os Ases no Tarot

 


As quatro cartas que abrem os Arcanos Menores do Tarot são os Ases. Eles representam a Substância Primordial em sua origem não manifesta, ou seja, sem atributos arquetípicos. São divididos por naipes ou elementos da natureza:

Ás de Paus (Fogo)

Ás de Espadas (Ar)

Ás de Copas (Água)

Ás de Ouros (Terra)

Compreendendo que os elementos da natureza também são temperamentos junguianos, cada Ás é a possibilidade de manifestação de um temperamento intuitivo (Paus), racional (Espadas), emocional (Copas) e sensorial (Terra). É importante lembrar que as possibilidades primordiais destes arcanos que, cabalistica e esotericamente falando, encontram-se na primeira esfera (Sephirot) da Árvore da Vida, cujo atributo é a centelha divina ou substância de onde inicia-se a Criação (Kether). Portanto, os Ases são absoluta pureza de acordo com seus elementos, não existe neles qualquer programação estabelecida. Em uma abertura de Tarot (jogo) cada Ás representa a raiz dos poderes intuitivos, criativos e dinâmicos (Paus); a raiz dos poderes mentais, racionais e conscientes, sem os pensamentos e ideias pré-concebidas (Espadas); a raiz dos poderes do amor, da empatia, da conexão transcendente (Copas); e, a raiz dos poderes da construção, da riqueza, da fertilidade e da saúde (Ouros).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Plutão em Aquário III – Quadratura com Marte

Orientações para o período

Orientações para o período