Carta aos nascidos com Plutão em Escorpião entre 1984 e 1994

 

Se você nasceu no intervalo de tempo acima, pertence à geração de Plutão em Escorpião e, durante o trânsito deste planeta por Aquário (2024-2044) irá passar pelo mesmo ciclo plutoniano que seus pais passaram “brevemente” entre os 36 e 42 anos de vida. Por que estou me dirigindo a você especificamente? Porque você nasceu com Plutão em sua plenitude, pois este astro é regente de Escorpião. Portanto, você pertence a uma geração com o poder de se aprofundar no inconsciente pessoal e coletivo. Pode, muito bem, ter o talento da premonição ou da paranormalidade, além da intensidade em sua sexualidade. Além disto, qualquer mudança ou perda é extremamente significativa e pode transformar profundamente sua visão de mundo, seu comportamento, e despertar seu poder pessoal de estar consciente das transitoriedades de sua vida de uma maneira geral.

Plutão é o terceiro astro transaturnino descoberto em 1930. Os três astros transaturninos foram descobertos em momentos peculiares da humanidade, quando o ser humano tornou-se capaz de compreender o arquétipo do astro em questão. Plutão foi visto pela primeira vez em um momento crítico entre guerras mundiais, crises financeiras, perigo nuclear e as teorias de Freud e Jung sobre o inconsciente profundo.

Durante sua estadia por Escorpião, a pandemia da AIDS criou tabus e preconceitos de acordo com a orientação sexual no começo mas, no decorrer do tempo, seu alto índice de mortalidade alterou em definitivo o relacionamento humano e colocou barreiras ao “amor livre”, herança dos anos 60/70. O envolvimento sexual, antes passional e visceral, vinha acompanhado de medo e da necessidade de exames. Também o agravamento no consumo das drogas lícitas ou ilícitas como o Prozac, a cocaína e o crack foram aspectos escapistas e destrutivos em um contexto onde as crises e as dissoluções de ideais utópicos provenientes das décadas anteriores deflagraram um choque de realidade nos sentimentos e esperanças predominantes. Em outras palavras, o período entre 1984 e 1994 pode ser visto como um divisor de águas entre a utopia, o crescimento de expectativas das décadas de 60 e 70; e uma nova realidade que transfigura o aspecto idealista do ser humano.

É importante observar que, ao contrário da “breve” estadia de Plutão em seu signo de regência, seu atual percurso por Aquário durará o dobro do tempo, ou seja, vinte anos. O motivo desta diferença é a órbita singular de Plutão que, devido à sua inclinação, “acelera” quando está perto de Escorpião e “desacelera” quando está distanciando-se. Em outras palavras, se você nasceu na década em questão e, devido aos longuíssimos ciclos de movimento direto, retrógrado e estacionário de Plutão, a quadratura realizada entre Plutão em trânsito (2024-2044) e Plutão natal (1984-1994) poderá ser sentida por uma década ou mais. Estou querendo assustar vocês porque nasci na década de 60 e estou, teoricamente, livre de Plutão? Não exatamente. Se vocês estão antenados a o que está acontecendo no mundo atualmente e, principalmente, desde o final do calendário Maia (21/12/2012, lembram?), não é necessário dizer que estamos vivenciando uma era caótica e entrópica. Quem assistiu ao documentário “What is a woman?” ou está acompanhando a retirada do véu das mentiras pandêmicas, sabe do que estou falando. Sem contar as guerras que, dentre outros horrores, resgata o antissemitismo que, pensava-se, havia sido enterrado juntamente com outras monstruosidades eugênicas do nazismo!? A guerra de quinta geração, como é chamada a guerra tecnológica para dominação das ferramentas de multimídia e, consequentemente, de comunicação de longo alcance, é um subproduto da Era de Aquário e pode ser resolvida durante o ciclo de Plutão em Aquário. Como sabemos, Aquário representa a ciência e a tecnologia. No entanto, cabalistica e esotericamente falando, o desafio primordial da Era de Aquário é unir o método da ciência com o objetivo da espiritualidade, o que poucos sábios cientistas como Rupert Sheldrake, Bruce Lipton, Amit Goswami, Fritjof Capra vêm fazendo em detrimento das ironias e ataques dos representantes da ciência materialista. Por que a ciência materialista e determinista refuta qualquer evidência em relação à aproximação da espiritualidade com a nova ciência? Porque isto comprometeria o financiamento da guerra de quinta geração, cujas fontes são inúmeras, incluindo as big pharmas e suas propagandas na mídia centralizada.

Portanto, a geração de Plutão em Escorpião (1984-1994) será responsável pelo xeque-mate da atual situação de controle centralizado da informação, da ciência, da educação e da condução da sociedade como um todo. Basta sair do poder hipnótico da mídia para perceber que: quanto mais se fala em acabar com doenças, mais doentes ficamos; quanto mais se fala em combater a fome, mais famintos ficamos; quanto mais se fala em tolerância e igualdade, mais intolerantes e seletivos ficamos. É necessário sair deste quadro de indução à mentira tão fundamental nesta era globalizada. Manter-se desperto e desapegado da mídia não é tarefa fácil, mas basta compreender as premissas da Era de Aquário, o desafio de Plutão neste signo e as teorias dos cientistas supracitados que já são de grande ajuda.

Outro dia, ouvi alguém comentando: por que criar uma inteligência artificial que faz arte e artigos científicos, quando tenho ainda que lavar roupa, cozinhar e fazer outras tarefas que poderiam ser executadas por uma IA? A criatividade humana está sendo substituída pela robótica e poucos estão percebendo.

A quadratura de Plutão em trânsito por Aquário com Plutão em Escorpião dos nascidos na década acima pode ser altamente libertadora como também destruidora mas, como a incerteza do novo paradigma consciencial quântico e suas respectivas possibilidades demonstram, os próximos vinte anos irão depender das escolhas, do discernimento e do entendimento das premissas da Era de Aquário por parte não apenas desta geração como da humanidade como um todo. A liberdade e a singularidade aquarianas devem ser priorizadas para cultivar a harmonia desta nova era que está apenas começando.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Plutão em Aquário III – Quadratura com Marte

Orientações para o período

Orientações para o período