Destilação, Fermentação, Calcinação do Guaco (Mikania glomerata)

Colheita em 07/1/2018, às 10:30, horário de verão em Brasília – DF

Mercúrio, regente do signo de Gêmeos, era o astro que dominava o zênite do céu no momento da colheita e, pelas características anti-tussígenas e anti-gripais, o guaco é um vegetal dedicado a Gêmeos, que rege as vias respiratórias do nosso organismo.

Fiz duas destilações para ter volume suficiente para produzir o álcool (espírito). Após as destilações, consegui cerca de 6 litros de guaco para a mistura.

O guaco é uma planta trepadeira que se expande muito. Aqui em casa, ela está quase incontrolável. Já tive que retirá-lo até do telhado. Não é à toa que erva-das-serpentes e erva-de-cobra são outros dos seus nomes populares. Suas vinhas são sinuosas como serpentes e agarram-se, sobem e penetram em qualquer vão. Utilizo o sempre o guaco para fazer xaropes com ou sem hortelã ou alfavaca. Santo remédio para as tosses e resfriados tão comuns no outono/inverno secos do cerrado.

As fotos e filmagens explicam o processo. Um fato muito curioso foi a dificuldade em separar o óleo essencial que parecia, literalmente, “fantasminhas” brancos. Explico: ao colocar o resultado da destilação no filtro separador, aparentemente, não existia nenhum traço de óleo se concentrando na superfície. No entanto, após horas esperando decantar e, ao abrir levemente a torneira do filtro, uma substância esbranquiçada lembrando ondas ou “fantasminhas” começava a se desprender da superfície e descer pelo hidrolato! Tentei tirar fotos do fenômeno, mas não foram precisas, infelizmente! Consequentemente, levei dias para fazer a decantação e “capturar’ os tais fantasminhas.

Depois, coloquei o corpo do vegetal no balde de fermentação juntamente com o fermento diluído, a água de chuva (utilizada em todo o processo até agora) e o açúcar proporcional. Isto foi hoje, 12/1/2018 às 17:30. Agora só resta aguardar entre 15 dias a 3 meses para obter o álcool ou espírito a ser destilado!

Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *