Orientações para o Período

 


O período começa com a Lua Nova em Câncer (05/07 às 19h57 BSB)

O casamento alquímico entre o consciente (Sol) e o inconsciente (Lua) durante a lua nova era o momento escolhido por Carl G. Jung para o começo de uma terapia, pois o contato objetivo com a psique e as emoções poderiam fluir mais facilmente nesta fase lunar. A “escuridão” desta fase reflete, arquetipicamente, nossas sombras projetadas a partir do inconsciente. Por isso que Jung, em sua sabedoria mística, valorizava esta fase como iniciação para o tratamento terapêutico.

Este contato com as sombras da psique pode se tornar mais intenso em Câncer, cujo regente é a própria Lua por suas afinidades com o arquétipo materno, protetor, familiar e tradicional. A noção de família sempre remete ao passado e aos ensinamentos que recebemos dos nossos antepassados. As emoções e os instintos também são atributos deste arquétipo que, ao perceberem a vulnerabilidade e a possível falta da proteção canceriana no presente, podem reagir desencadeando o “ponto cego” do signo de Câncer, ou seja, a fuga para a toca do caranguejo ou para o passado que não existe mais. Por isto que, no sistema floral de Bach, Clematis é um dos “12 Curadores” e tem similaridades com o signo de Câncer. Clematis é a essência floral para aqueles que costumam se abstrair do 'aqui e agora' em consequência de algum choque com a realidade que os fragiliza.

Saturno em Peixes realiza trígonos aos luminares aprofundando a necessidade de introspecção em busca da maturidade no enfrentamento de sensibilidades e vulnerabilidades.

Quarto-crescente em Libra (13/07 às 19h48)

A busca pela resolução dos conflitos nos relacionamentos e parcerias deve passar pelo crivo da alteridade. Compreender as singularidades do outro envolve alterar profundamente os padrões e valores pessoais. Plutão em Aquário opõe-se a Vênus em Leão, o que exige estas mudanças para quem tem uma visão míope ou limitada em relação aos valores do outro.

Urano e Marte em Touro começam a unir-se buscando alternativas ligeiras para crises econômicas e perdas nos investimentos. As alternativas devem obedecer à liberdade uraniana nas transações do mundo material. A autonomia nas decisões será fundamental para colocar alternativas em funcionamento e evitar maiores danos à economia privada e coletiva.

Marte em Gêmeos (20/7 às 18h00)

Será objeto de artigo em breve.

Lua Cheia em Capricórnio (21/07 às 07h17)

Segundo plenilúnio em Capricórnio do ano. Acho curiosa a agitação quando da retrogradação de Mercúrio, enquanto as repetições de plenilúnios são ignoradas. Afinal, todos os planetas retrogradam regularmente em relação à velocidade da Terra. Já as repetições de plenilúnios não são tão comuns e enfatizam um tema. No caso do eixo de Câncer e Capricórnio, a ênfase está no Tempo:

O tempo depende da realidade local e do observador. Portanto, cada um de nós tem a sua percepção particular do tempo. O momento presente preenche o passado com memórias e acúmulo de experiências, enquanto vai consumindo o futuro. Unindo esta percepção à relatividade do tempo, entendemos que o passado, o presente e o futuro não são palpáveis e dependem somente da causalidade disposta pelo observador. Em outras palavras, existe um entrelaçamento quântico entre passado – observador – futuro que só a consciência desperta pode manipular. E a base deste entrelaçamento é a compreensão da complementaridade entre Câncer (passado) e Capricórnio (futuro).” O Salto Quântico Astrológico de minha autoria.

Em outras palavras, a ênfase no Tempo acima ancora nossa consciência no aqui e agora sem devaneios ou escapismos. Quando estamos presentes nos fenômenos que nos rodeiam, nos tornamos observadores despertos.

Plutão, em movimento retrógrado, envolve-se no eixo Câncer-Capricórnio intensificando as experiências do passado para resoluções eficientes no futuro.

Sol em Leão (22/07 às 04h44 BSB)

Quarto-minguante em Touro (27/07/24 às 23h51)

A fase de eliminação e banimento também conta com a presença de Plutão em Aquário, o que a torna muito significante. Sol em Leão, Lua em Touro e Plutão nos primeiros graus dos respectivos signos de modalidade Fixo realizam um triângulo isósceles com aspectos tensos. Os signos Fixos buscam a conservação e a manutenção de algum atributo típico de seus temas arquetípicos. Desta forma, a eliminação e o banimento deste período procura destruir máscaras do ego (Sol em Leão) e apegos a zonas de conforto e de segurança (Lua em Touro). Plutão é o elemento chave nesta configuração que provoca a ruptura das ilusões de permanência e estabilidade constante.

Calendário biodinâmico:

De 5 a 7/7: plantio de babosa, erva cidreira, cânfora, jasmim, lírio, lúpulo, losna, capim santo, mil em ramas; De 8 a 9/7: colheita de raízes, tubérculos, rizomas e bulbos; De 10 a 11/7: adubação, aplicação de biofertilizantes; De 12 a 14/7: transplante de mudas para o canteiro; De 15 a 16/7: plantio de folhas, flores, frutos e colheitas respectivas; De 17 a 21/7: colheita e beneficiamento de cavalinha, mirra, beladona, arruda; De 22 a 25/7 : colheita e beneficiamento de salvia, dente-de-leão, boldo, carqueja; De 26 a 27/7 : poda com mais produção de biomassa para adubação verde; De 28 a 29/7:plantio de raízes, bulbos, rizomas; De 30/7 a 01/8: adubação e preparo dos canteiros para plantio na fase nova.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Plutão em Aquário III – Quadratura com Marte

Orientações para o período

Orientações para o período