Plumbum metallicum e o Saturnismo - Astrologia e Homeopatia

 

Segundo a Astrologia, saturninos são aqueles nascidos sob o signo de Saturno e que apresentam um temperamento sombrio e melancólico.”

Dr. Carlos Brunini, mestre em Homeopatia


Plumbum metallicum ou chumbo é um metal encontrado na natureza combinado ao enxofre em minas na Alemanha, França e Inglaterra. Altamente tóxico, é utilizado na fabricação de tintas, vernizes, baterias, limpeza e armazenamento de combustíveis. Desde a Idade Média, artesãos o usam para montar as peças de vidro em vitrais, principalmente, nas igrejas católicas e na decoração de lares. O medicamento homeopático é obtido pela dissolução do chumbo com ácido nítrico e posterior mistura com zinco.

Similitudes e Sincronicidades:

O platonismo, assim como grande parte das teorias metafísicas, sustenta que a manifestação do mundo material é reflexo do mundo espiritual, das ideias ou arquétipos. Desta forma, estes mundos estão conectados por significados e propósitos. Os reinos animal, vegetal e mineral são manifestações dos padrões arquetípicos e, os metais não fogem disto. Como entendido no Aurum metallicum (ouro), o Sol e o ouro obedecem a um mesmo arquétipo ou padrão: o autoconhecimento, a autovalorização, o brilho e a iluminação da essência da alma fora das sombras. Saturno corresponde ao chumbo: a resistência, os limites, as estruturas, a solidez e a disciplina; assim como Plumbum metallicum corresponde ao desequilíbrio máximo deste arquétipo tanto no mapa de nascimento, quanto nos ciclos de Saturno sobre o mesmo.

De fato, a melancolia e a depressão – ou distimia – são doenças saturninas que, se não elaboradas, tendem a degenerar em apatia, para começar. A palavra a + patia vem do grego a (negação) e pathos (sofrimento), ou seja, é o início de um processo de rigidez para fugir das responsabilidades e outras afecções do mundo material.

Da negação, ou apatia, o corpo físico pode também desenvolver o desequilíbrio, uma vez que toda a negação é indício de desequilíbrio e, os rins são os maiores responsáveis pelo equilíbrio osmótico em nosso organismo. Portanto, a insuficiência renal, quando acompanhada da apatia e do saturnismo de uma maneira geral podem ser tratadas com Plumbum metallicum.

Em casos mais graves e envolvendo tendências genéticas, as escleroses até a sua manifestação mais grave, a esclerose múltipla, são também consequência do enrijecimento de tecidos ou a paralisia, estágio derradeiro da desconexão entre o SNC e o tecido muscular. De acordo a psicossomática de Rüdiger Dahlke (Doença como Símbolo), as escleroses originam-se da falta de concentração e objetividade junto à necessidade de formação de uma estrutura na vida, ou seja, exigências saturninas negadas.

Espasmos e dores abdominais (plexo solar) também indicam falta de realização individual (Sol). A fraqueza e a gengivite, que pode causar até perda dos dentes, também referem-se a esta perda estrutural na busca individual e objetiva. É muito importante que o terapeuta observe os ciclos de Saturno sobre os astros pessoais durante a manifestação da maioria dos sintomas combinados acima antes da prescrição de Plumbum metallicum, pois “depressão”, muitas vezes é um termo utilizado também para descrever medos e traumas. A anamnese profunda na medicina holística só é possível por meio da Astrodiagnose.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Plutão em Aquário III – Quadratura com Marte

Orientações para o período

Orientações para o período