MARTE EM LIBRA

 

Quando um astro transita no signo oposto ao de sua regência, ele exige um esforço compensatório para minimizar seus efeitos desarmônicos.

Marte é regente de Áries, signo oposto a Libra. Estes signos estão em um eixo complementar, cujos pólos são o 'EU' (Áries) e o 'OUTRO' (Libra), representam as interseções entre indivíduos ou microcosmos. O poder da iniciativa, do foco individual e instintivo que luta pelos seus próprios desejos, perde a força em Libra, pois entra em conflito com a necessidade de atenção aos desejos do outro. A fim de manter a paz e o equilíbrio librianos, a chave a ser utilizada neste ciclo delicado de Marte é o velho ensinamento: faça aos outros o que gostaria que fizessem a você. Esta atitude empática e, até mesmo altruísta, talvez seja a melhor maneira de evitar conflitos, dissolução de relacionamentos e acordos, que tendem a ser produtos resultantes do desequilíbrio provocado pelo ciclo.

Astros pessoais, ascendente e meio-do-céu nos signos cardinais (Áries, Câncer, Libra e Capricórnio) devem estar mais atentos durante o período devido aos aspectos mais tensos provocados por Marte em Libra. Com cautela, coloque-se no contexto existencial do 'outro' e opte pela racionalidade nas decisões, nas reações impulsivas diante de provocações ou diante de situações angustiantes, na ansiedade, para evitar consequências destrutivas.

Astros pessoais em Gêmeos e Aquário podem conectar-se a novos grupos, iniciar diálogos postergados e retomar negociações.

Leão e Sagitário: podem “pegar carona” nas iniciativas visando acordos e alianças, diminuindo a possibilidade de distanciamentos.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Plutão em Aquário III – Quadratura com Marte

Plutão em Aquário Parte II – Breve Estadia em 2023 - História

Trânsito de Saturno em Peixes