Arquivo da tag: bento de espinosa

UM PARALELO ENTRE A ÉTICA DE BENTO DE ESPINOSA, A FILOSOFIA ORIENTAL E A TEORIA QUÂNTICA

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ 

DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA

DESENVOLVIMENTO DA HARMONIA ENTRE OS INDIVÍDUOS E NO SEU CONVÍVIO COM A NATUREZA
UM PARALELO ENTRE A
ÉTICA DE BENTO DE ESPINOSA, A FILOSOFIA ORIENTAL E A TEORIA QUÂNTICA

MÔNICA CRISTINE SCHWARZWALD

RESUMO : Após quase 400 anos de tentativa do ser humano em controlar a Natureza negando sua harmonia e perfeição, ele se dirige ao caos. A evolução da ciência mecanicista contribuiu para este caos que nada mais é do que a degeneração do relacionamento entre o ser humano e a Natureza. A visão dualista e pragmática do mundo promovida pelos precursores do Iluminismo insuflou o ser humano de um pseudo-poder na esfera da racionalidade onde ele pode prever e explicar todos os fenômenos que ocorrem na Natureza. A separatividade entre o Homem e Deus; ou Homem e a Natureza causa consequências que ameaçam o equilíbrio e a harmonia da vida na Terra. Conflitos diversos, doenças (físicas, mentais e emocionais), extinção de espécies, desmatamento e poluição são sintomas da conduta individualista do homem contemporâneo que acredita na desconexão promovida pelo materialismo. A descoberta dos níveis sutis da matéria com o advento da ciência quântica a partir do começo do século XX causou uma revolução científica cujos valores promovem uma aproximação entre ciência e espiritualidade. O comportamento do quantum – menor partícula subatômica da matéria – depende da interação do observador. A teoria quântica demonstra a interconexão entre Deus, seus atributos e seus modos, que foi definido como substância por Bento de Espinosa. Espinosa foi o primeiro pensador a prever a existência do quantum: ele o chamou de substância e o definiu como indivisível. A teoria quântica traz à tona valores expostos pela Ética de Espinosa começando pela definição de Deus como substância que gera e está presente em todos os atributos encontrados na Natureza à maneira da hierarquia entrelaçada da física quântica. O pensamento é uma extensão da substância, não um produto causado pelo cérebro, por exemplo. Estes são os paralelos e sincronicidades que pretendo expor e comentar neste trabalho.

Clique abaixo para baixar o trabalho completo:

tccespinosa-oriente-quantum

English version:thesis

Colapse Sua Realidade em 2016

Desde o século XVII quando o sábio Bento de Espinosa definiu Deus como uma “substância única” que se manifesta estando presente nas suas criações por meio de atributos e modos, o pensamento científico nunca esteve tão próximo da coerência e da verdade. Sabemos que alguns cientistas modernos como Amit Goswami, Deepak Chopra, Rupert Sheldrake e outros trabalham com afinco para difundir os novos paradigmas científicos que se baseiam no “quantum” ou na matériobservador 2016a sub-atômica deduzida por Espinosa como a tal “substância única”.

A nova ciência, ou a ciência quântica, assume uma característica monista ao descrever o “quantum” e não determinista quando insere o observador no fenômeno. Isto nos faz perceber que não existe separatividade, todos estamos unidos em um mesmo organismo, substância, Deus ou matéria quântica. A influência do observador junto ao evento ou fenômeno altera a onda de possibilidades quântica, por isto a incômoda incerteza da nova ciência. A incerteza incomoda muito, pois estamos há aproximadamente 400 anos vivendo no mundo atômico determinista de Francis Bacon e Isaac Newton. Estamos vivendo na ilusão da certeza, do controle da matrix ou de Maya. É mais fácil aceitar o poder coercitivo da matéria, do governo, do “status quo” do que questionar, experimentar ou duvidar.

Responsabilizar-se pelas próprias possibilidades e escolher, colapsar a sua própria realidade são passos muito desafiadores, até assustadores às vezes. Recorrer a mestres e gurus que sabem tudo e podem solucionar seu problema, seja qual for, é ilusão e fuga. Acreditar que o Sol rege 2016 não vai iluminar o caminho de nenhum observador quântico. Conhecer profundamente o seu Sol, seu Self conectado com a Luz Primordial é harmonizar-se com a substância divina.

Esta é a minha mensagem astrológica para 2016: saiam da caverna onde só existem sombras e reflexos e ousem conectar-se com a pura substância solar do auto-conhecimento e reconexão com suas possibilidades representadas no Cosmo por meio do mapa astrológico. A Astrologia fazia parte das ciências até que o materialismo científico dominasse o cenário e a banisse. Hoje sabemos que nada está determinado e podemos interferir no nosso processo evolutivo, estando presentes como observadores conscientes. Não se ofusque com o Sol, conheça-o, ameo-o, pois ele é você e o mundo. Desenvolva o seu potencial do salto quântico diante das dificuldades, mas não se oprima por uma falsa noção de bloqueios intransponíveis saturninos ou perdas fatais e irrecuperáveis plutonianas. Em 2016, mentalize: “Escolho, logo existo.”

Mônica Schwarzwald

Astróloga e ativista quântica