Arquivos da Tag: quarto-crescente

Lua Crescente em Touro e as Paixões Irrefreáveis

Informativo Semanal de 04 a 10/2/2017 : Lua Crescente em Touro (04/2/17 às 02:19, horário de verão em Brasília)

A Lua no signo de Touro é regente do Seis de Ouros do Tarot de Crowley. O Seis se refere à esfera da perfeição na Árvore da Vida, ou seja, da manifestação do Self como resultado da união entre o Microcosmo com o Macrocosmo. Touro como signo lunar de nascimento traz a possibilidade do indivíduo ser estável em suas emoções, alcançar a satisfação em simplesmente ser e sentir. Mas pode correr o risco de apegar-se à estabilidade num nível material e, em vista das mudanças inevitáveis do mundo manifesto, tornar-se melancólico pois perdeu sua zona de conforto e precisa urgentemente de outro apoio. Por isto que o salto quântico da lua taurina é reciclar e recriar constantemente a própria zona de conforto por meio do trabalho, do divertimento e, principalmente, do bom gosto. O entendimento e o equilíbrio entre a constância e os ciclos naturais do tempo é fundamental para o desapego e o crescimento taurinos.

Vênus acaba de começar seu trânsito por Áries e já está conjunta a Marte. Ambos irão brincar de “gato e rato” nos próximo dias até Marte se afastar. Quando os dois se encontram, paixões arrebatadas, muita impulsividade e empolgação estão garantidas. Afinal, Afrodite e Ares são os amantes mais famosos e fogosos da mitologia greco-romana. Lembrem-se que Áries é fogo cardinal do tipo faísca. Nem pensem em justificar ou racionalizar os impulsos passionais, pois com Júpiter em Libra em aspecto tenso com Mercúrio em Capricórnio, mentiras e evasivas tentarão acobertar as cinzas resultantes da explosão.

Moderação antes da Ação

Informativo Semanal de 07 a 13/12/16 : Lua Crescente em Peixes (07/12/16 às 07:03, horário de verão em Brasília)
dobe

O trânsito da Lua por Peixes, em especial neste quarto-crescente logo após sua conjunção com Netuno, nos convida à introspecção, meditação, contemplação e silêncio. Um dos grandes ensinamentos do físico Amit Goswami em seu curso de Ativismo Quântico é o “do-be-do-be-do-be”. Soa como um jazz se falarmos numa sequência contínua, pois é uma brincadeira onde ele mostra a necessidade de adequarmos nossa rotina do fazer (do) contínuo para, simplesmente, dar ensejo ao ser (be). O mundo moderno exige sempre que façamos algo: o trabalho necessário à sobrevivência deve ser cumprido em um determinado número de horas; a família e outros relacionamentos demandam atenção e providências; galgar o “status” das representações egoicas exaure as energias e o potencial estratégico. Sobra pouco ou nenhum tempo para simplesmente ser, contemplar, sentir o universo sutil a nossa volta que não demanda nada, não exige nada, apenas oferece a oportunidade de sermos nós mesmos. É nestes intervalos que podemos acessar o intelecto supramental ou a intuição que nos brinda com a criatividade para o salto quântico, para superarmos desafios e comportamentos condicionados. Este universo intuitivo é simbolizado por Peixes, cujo trânsito atual de Netuno, seu regente, reforça o poder da introspecção para alcançar o conteúdo do inconsciente coletivo.

Saturno em Sagitário em aspecto fluente com Júpiter em Libra condiz sincronicamente com a moderação entre o fazer e o ser. Saturno representa o movimento potencial de contração enquanto Júpiter, o de expansão. Marte em Aquário também recebe aspecto fluente de seu dispositor, Urano em Áries, o que promove ações libertadoras e inovadoras, ao mesmo tempo em que possibilita radicalismos nas manifestações idealistas, por exemplo. Que tal, antes de defender uma ideia, agir ou decidir, ponderar praticando o “do-be-do-be-do-be”? Tente e seja criativo. Os resultados poderão ser mais duradouros e plenos de felicidade.