Arquivo da tag: lua cheia em peixes

Informativo Semanal : Lua Cheia em Peixes

Informativo Semanal Templo de Minerva

Lua Cheia em Peixes (06/09/17 às 04:02, horário de Brasília)

Período: de 06/9 a 12/9/2017

Chegamos ao plenilúnio que envolve o eixo mutável Peixes (Lua) e Virgem (Sol) quando a Natureza se encontra no ápice da introspecção do inverno e já quer se adaptar à Primavera. Este é o eixo da TRANSCENDÊNCIA – IMANÊNCIA e corresponde à era que está finalizando, ou seja, à Era de Peixes.

Estas duas qualidades que deveriam estabelecer a mais perfeita harmonia entre a espiritualidade ou o mundo sutil (transcendente) e o mundo manifesto ou material (imanente) parecem estar se engalfinhando e distanciando-se uma da outra. Isto não condiz com o holismo previsto para a Era de Aquário. Portanto, podemos chegar às seguintes conclusões: a Era de Aquário não é nada daquilo que foi preconizado ou a Humanidade está criando uma realidade avessa a seu próximo patamar evolutivo. Voto na segunda alternativa, pois compartilho da visão de mundo quântica que sustenta o livre arbítrio. No entanto, nossa liberdade ou livre arbítrio se anula quando renegamos o salto quântico evolutivo, seja resistindo aos novos conceitos ou conspirando para o caos coletivo. Continue lendo

Águas Turvas ou Límpidas? A Escolha é Sua.

14355661_1211370038902639_5672886297665893426_nInformativo Semanal de 16 a 22/9/16 : Lua Cheia em Peixes (16/09/16 às 16:05, Brasília)
Eclipse Penumbral da Lua

Ninguém pode contestar a força das águas. Mas ninguém resiste a um mergulho no mar, na lagoa, no rio, pois suas superfícies frescas e borbulhantes são convidativas, principalmente em tempos de calor e seca como este em que estamos vivendo. Seduzidos por esta beleza envolvente, esquecemos que abaixo destas superfícies, existe um mundo diferente, desconhecido e muito, muito profundo. A tentação de se deixar levar pela correnteza e de perder a própria consciência pode ultrapassar limites não previstos, não visualizados e o retorno à terra firme se torna improvável.

Como entender os limites e estar alerta na fronteira entre o imanente e o transcendente é o fundamento do eixo envolvido neste plenilúnio entre Virgem e Peixes. Enquanto Virgem racionaliza, analisa e expõe objetivamente sua lógica, Peixes nos conduz ao submerso e infinito universo do simbólico. Peixes sente, Virgem explica. Ambos fazem parte de um sistema que não pode ser dividido. Se, de acordo com a teoria quântica, a matéria pode se comportar como onda e vice-versa, precisamos entender que a realidade da terra firme e o inconsciente das águas profundas devem agir como um só organismo. Manter a percepção e o poder de observação durante o mergulho nas ondas transcendentais pode ser fundamental para evitar se perder na ilusão das águas turvas do escapismo.

O aspecto tenso entre Netuno em Peixes e Saturno em Sagitário prossegue e chega ao auge durante este plenilúnio. Durante um desafio como este, é quase irresistível embarcar no caos do esquecimento enquanto nos são cobradas formas concretas, justas e responsáveis de lidar com nossos instintos, emoções e pensamentos na busca da divindade muitas vezes reclusa dentro de nós. Para esta divindade se manifestar, temos que unir o racional ao irracional; o objetivo ao subjetivo para não nos perder nas ilusões e reflexos da brilhante superfície do ego.

O plenilúnio Virgem-Peixes serve para isto: esclarecer o oculto, aprofundar-se nas emoções sem perder o caminho de volta para a manifestação e colapso da realidade imanente. Permanecendo no “awareness”, a limpidez da superfície permanecerá nas profundezas onde nos banharemos sem medo.