Questionamentos de AbraMelin

Informativo Semanal Templo de Minerva

Quarto Crescente em Peixes (26/11/17 às 15:02, horário de verão em Brasília)
Período: de 26/11 a 03/12/2017

AbraMelin, o Mago, foi um iniciado, filósofo e alquimista que viveu no século XIV. A ele é atribuído o ritual de magia sagrada ou a “Conversação com o Sagrado Anjo Guardião”. Seu trabalho é admirado, pesquisado e seguido até hoje no neopaganismo e por alquimistas em todo o mundo. Nas suas orientações para o ritual sagrado, questiona a utilidade de se eleger planetas para cada hora do dia ou para cada dia da semana. Critica duramente os astrólogos que não atentam para uma Astrologia de cunho hermético que analisa apropriadamente o surgimento do astro no horizonte (ascendente) ou a sua localização no zênite (meio-do-céu).

Em outras palavras, este sábio buscava o aprofundamento astrológico para a personalização do ritual e o melhor aproveitamento dos aspectos planetários. Mal sabia ele que, em tempos modernos, o maior alarde da Astrologia fast-food seria eleger o astro regente do ano! Um ano civil inteiro sob o domínio de apenas um planeta? Volto a questionar com base nas orientações de AbraMelin: qual é a utilidade desta determinação superficial, além de empobrecer ainda mais a ciência das possibilidades quânticas como a Astrologia? A lua crescente em Peixes, enquanto o sol transita por Sagitário é o momento para aquietarmos em reflexão solitária enquanto a avalanche consumista já começou com seu farfalhar de asas desde o Black Friday e só vai terminar após as festas do final de ano, quando promessas são feitas e expectativas são erguidas sobre o tal “astro do ano”. Aliás, qual foi mesmo o astro regente de 2017? Fez alguma diferença? Alguém aí se lembra para contar as experiências precisas de um vaticínio tão genérico e global?

Calendário biodinâmico: De 26 a 28/11 (manhã) : semeadura e plantio de ervas medicinais. Práticas meditativas e ritualísticas para desenvolvimento da intuição e o despertar do “insight” criativo. Entre 28/11 (tarde) e 30/11: transplante de mudas de árvores frutíferas. Semeadura de tomate e pimentas. De 1 a 2/12: colheita e plantio de tubérculos, rizomas e bulbos.

Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *