Arquivo da categoria: Astrocartografia

Astrocartografia

Sucesso além das fronteiras

Para quem já conhece a Astrologia como ciência dedicada ao auto-conhecimento e à análise profunda, é fácil lembrar que ela trabalha a partir das variáveis TEMPO X ESPAÇO para compor o mapa astrológico de nascimento. Portanto, todo astrólogo precisa da data, horário e do local (cidade) de nascimento para confeccionar o gráfico astrológico de um determinado evento (nascimento, casamento, assinatura de contratos, abertura de firma etc.). O fator TEMPO sempre foi mais valorizado em detrimento do Espaço. A preocupação mais comum de quem procura um (a) astrólogo(a) gira em torno das fases propícias para se obter sucesso nas mais diversas áreas da vida como: profissão, amor, saúde, concursos, finanças/investimentos, o que a Astrologia, por si só, já atende satisfatoriamente.Ao longo dos últimos dois anos, tenho estudado a vertente da Astrologia chamada Astrocartografia que estuda as diferentes influências dos astros nos diversos locais da esfera terrestre. Esta técnica foi desenvolvida pelo astrólogo norte-americano Jim Lewis nos anos 70, porém idealizada pelo seu professor Donald Bradley.

A maioria dos astrólogos da atualidade a utilizam para a Astrologia Mundial a fim de prever guerras, acidentes, catástrofes e outros acontecimentos cuja localização é fundamental. A utilização mais comum é para demarcar a região onde um eclipse solar ou lunar se dará em seu apogeu, como é amplamente divulgado por ocasião deste fenômeno.

No que consiste a técnica chamada Astrocartografia? O próprio nome já nos dá uma pista: é a cartografia dos astros, o mapeamento das influências planetárias sobre o globo terrestre. Isto é realizado levando-se em conta determinados momentos em que a angularidade do astro em relação à Terra é levada em conta como sendo muito relevante: sua ascenção (nascente), ponto culminante (zênite) e poente, por exemplo. Isto é feito com o auxílio de alguns softwares no mercado, assim como aqueles que utilizamos para compor o mapa de nascimento, trânsitos, Revolução Solar e assim por diante.

Já não é novidade alguma a noção de que alguns lugares para onde viajamos, moramos ou trabalhamos deixam diferentes lembranças e impressões. E estas impressões podem ser as mais diversas: em algumas cidades nos sentimos motivados, energizados. Acontecimentos fluem nestes locais, somos bem recebidos e sucedidos em projetos profissionais ou em relacionamentos amorosos. Em outros, a sensação é de desconforto, os problemas se sucedem. Isto sempre me preocupou antes de aprofundar-me na Astrocartografia. Comecei a pesquisar e estudar esta técnica não apenas observando o meu mapa astrocartográfico, os lugares em que morei e para onde viajei, mas também dos meus clientes e alunos que viajam frequentemente ou os que mudaram mais de uma vez de cidade. O resultado foi suficiente para meu crítico e detalhista Mercúrio em Virgem aceitar e incluir a Astrocartografia como mais uma ferramenta de análise para meu trabalho astrológico.

O mapa astrocartográfico consiste no gráfico de eventos angulares planetários nos determinados locais do globo terrestre levando-se em conta o momento do nascimento do indivíduo analisado. Exemplo de mapa astrocartográfico:

astrocartografia

Conforme o mapa acima, as linhas referem-se à direta influência dos mesmos astros analisados na Astrologia, que levam seu significado idêntico para as coordenadas terrestres. As cidades influenciadas pela linha de Vênus, por exemplo, são aquelas onde o indivíduo vai ter maiores chances de ser bem sucedido nos relacionamentos, parcerias, contratos, é onde se sentirá mais à vontade, confortável e feliz. Já as cidades cruzadas pela linha de Saturno são aquelas que tendem a gerar atrasos e restrições para o indivíduo, ou onde ele deve respeitar o fator TEMPO, além de respeitar as autoridades e superiores para conseguir o que quer. É claro que, a interpretação é tão variável quanto os mapas natais individuais.
Dois de meus clientes gentilmente autorizaram a exposição de algumas de suas experiências e vivências em alguns lugares do mundo. Oculto seus dados pessoais por razões éticas e vou chamá-los de Mapa A e Mapa B.

 maria angela_cartografia

Detalhe do mapa astrocartográfico de A

Conforme o mapa astrocartográfico acima, podemos perceber a linha de Júpiter (azul) cruzando o norte da América do Norte, até passar nas proximidades da cidade de Vancouver, Canadá. A experiência de A nesta cidade foi bastante positiva, sentiu-se “absolutamente feliz e protegida” em sua estadia e com a pessoa que estava a acompanhando. Antes de ir para Vancouver, A esteve em Nova York e, logo ao chegar lá, se sentiu “feliz, mesmo estando sozinha”. A linha verde de Vênus passa nas proximidades de Boston e Nova York (USA) demonstrando esta satisfação e felicidade intrínseca estando presente nesta região.

Detalhe do mapa astrocartográfico de B

Detalhe do mapa astrocartográfico de B

Mais uma análise da linha de Júpiter, desta vez, bastante peculiar. Sabemos que, Cuba é um país castigado por uma ditadura retrógrada e, em plena era internáutica, ainda vive nos anos 60. A pobreza e as dificuldades restritivas fazem com que apenas uma pequena parte da população tenha acesso ao simples telefone. Por ocasião das viagens de B à Havana, mesmo sob ameaça de ciclones e enfrentando dias de protesto na capital, a viagem foi excelente e, a sensação de proteção foi predominante. Uma viagem em que, apesar da forte tendência de acontecerem todos os tipos de problemas, teve seu resultado mais do que satisfatório para B. Conforme observamos no mapa acima, a linha azul de Júpiter atravessa a ilha de Cuba.

Fico feliz em dividir e divulgar mais este conhecimento. A Astrologia e todas as ciências esotéricas têm muito a oferecer, mas também necessitam ser estudadas e pesquisadas. Fiquem à vontade para divulgar para seus amigos.